11.30.2015

Novo "brinquedo" (com Reverb)

Este fds estreei finalmente o brinquedo novo. Já há umas semanas que estava aqui por casa uma Stumpjumper FSR adquirida em 2ª mão mas praticamente sem uso. Nem uma marca a pobre tinha! A lógica foi ter uma outra máquina que me permita poupar a Titus e testar algumas coisas novas sem receio de a partir (como alguns - pequenos - saltos). Daí o Reverb por exemplo. Também poderia colocar um telescópico na Titus mas o tubo é 27.2 e isso limitava bastante as opções. Assim optei por uma máquina com uma configuração muito semelhante à Titus, de baixo preço e que vá sendo fustigada em Sintra. O peso é o mesmo, os travões são mais potentes (elixir com 200 à frente e 180 atrás), tem um purgatory 2.2 à frente e eixos de 12mm (DTswiss) nas rodas. A suspensão era idêntica à Titus (Talas RL) pelo que foram trocadas. Instalei um avanço thompson e um guiador de carbono Ritchey WCS que estavam lá por casa, corrigi intensidade do Brain e claro, troquei o espigão que lá vinha pelo Reverb.
A instalação do Reverb foi fácil e coloquei a manete invertida no guiador para evitar que se parta quando se coloca a bicicleta de pernas para o ar. Instalei uma protecção para a lama (ideia do amigo Ranubis) e ficou pronto a andar.
O teste foi um agri-doce. O piso estava bom e desci com muita confiança, fruto essencialmente de um pneu mais largo e com rodado mais aderente, curso a 140mm e travão mais potente. Fiz por exemplo uma descida que já não arriscava há uns tempos. Em subidas técnicas não ficou nada a ganhar à Titus, antes pelo contrário. É bem mais baixa e bati frequentemente com os cranks no chão. A descer, este baixo centro de gravidade ajuda mas se há uma pedra mais alta, um drop, etc, lá batem os dedos do prato grande (que para futuros passeios na serra tem de sair!). A transmissão/shifters X9 funcionou na perfeição (pudera, está tudo novo!) mas os elixir SL "cansam-se" mais rápido que os Hope M4 de duplo pistão. O peso está muito mais deslocado para a traseira (Brain...!) e isso nota-se quando não se sabe fazer bem um bunny-hop!
O telescópico nalguns casos é precioso e dá grande confiança, especialmente a quem quer começar a fazer uns saltinhos mas não quer arriscar muito. O regresso à posição original é rápido q.b. mas para o descer temos de colocar bem o rabo enquanto pressionamos o manípulo e deslocamos a mão do punho. Ou seja, dá para fazer em andamento mas a velocidades maiores ou zonas técnicas é preciso cautela (ou reduzir a velocidade). Aqui claramente preciso de habituar-me.
Em resumo, não me tirou a vontade da Titus mas ficou a vontade de lhe dar mais uma oportunidade e tirar mais proveito desta configuração.



11.27.2015

Instalar Reverb - II (opá....)

O Reverb adquirido simplesmente não cabe na Titus que tem um espigão 27.2. Bem, então,....... :-))

Registo de manutenção - Pneu Captain traseiro

Um Captain 2.0 UST gasto deu lugar a um idêntico novo.

Registo de manutenção - pastilhas travão (trás)

As alligator duraram 7meses e meio. Para o preço que custaram, definitivamente a melhor relação qualidade/preço até hoje testada. Um par novo instalado!

Peças falantes :-)


11.24.2015

Instalar Reverb

Acho que amanhã este link vai ser útil:

http://www.mtbriding.com/how-install-rockshox-reverb-seatpost/

Mais jardinagem

 
 
Domingo, sem pedalar, a reparar com amigos!

Onde foi a Titus....?

Este sábado, enquanto chovia em Lisboa... :-))
(mais 60 Km com 1800m de acumulado e toneladas de divertimento!)

11.19.2015

Rock Shox Reverb

Já chegou :-)))

11.18.2015

Teste às afinações - uma boa desculpa para andar

Uma volta de final de dia em Monsanto e uma sintrada permitiram apurar que a Titus continua um clássico bem afinado. A transmissão está afinada, não há folgas e com este piso e temperatura foi um prazer sempre renovado. Parece que a bichinha se está a esmerar para algo. Ou por causa de algo.... :-)

Registo de manutenção - cepo roda traseira (com ajuda LDB)

Como indicado no post anterior, o cepo (original) da Mavic Crossmax XL (que tem 9 anos...) finou-se. Ou por outra, estava já com demasiada folga e a gerar ruídos e movimentos menos precisos da cassete. A solução passou por colocar um cepo novo que tinha comigo. Problema: o original era de 8-9v e o novo é de 9-10v. Ou seja, alguns mm mais comprido. Ok, instala-se com uma anilha que também tinha e a roda fica ok. Novo problema: a cassete ficou a roçar no parafuso que segura o drop-out ao quadro. E portanto ao fim de alguns anos, a assistência à Titus teve de ser profissional (LDB). Ok, mudou-se então o parafuso para um mais curto permitindo assim o livre rolar da roda no quadro. Desafio seguinte: com este novo cepo+anilha, toda a cassete fica ligeiramente mais próxima do quadro e o desviador não "chega" à 9ª. Solução: uma anilha entre o quadro e o desviador. Desafio seguinte? Só mesmo testar o conjunto! :-)

11.03.2015

Registo de manutenção - Cepo roda traseira

Abertura, limpeza e lubrificação do cepo da roda traseiro. Cassete fixa sem folgas.

Registo de manutenção - roldanas (pulleys) do desviador

Roldanas novas, limpeza e lubrificação do desviador

11.02.2015

Domingo - reparações



O temporal em Sintra há 2 semanas, deixou marcas profundas. Na serra e nos nossos caminhos. Tem sido notável a capacidade de mobilização dos aficionados do BTT na recuperação dos caminhos e este domingo, mesmo com chuva intensa, ficaram mais uns desobstruídos. É claro que há uma forte componente de "interesse pessoal" nisto. Mas é salutar ver malta a prescindir de uma manhã, a ficar ensopado e gelado mas mesmo assim satisfeitos pelo trabalho feito. E quem nunca fez isto, não entende o prazer redobrado de calcorrear um trilho sabendo que ele é fruto do nosso esforço.

Monsanto e Sintra - voltas homeostáticas

A semana passada deu para repor um pouco a homeostase no sistema. As (poucas) folgas dadas pela chuva foram devidamente aproveitadas para passeios úteis em Monsanto (ao final de dia; pena que escureça agora tão cedo...) e de fds em Sintra. A "fome" do dono e da bicicleta era tanta que o piso nem pareceu tão escorregadio quanto estava e proporcionou voltas bem divertidas. Depois de um verão seco, o outono está a vingar-se!