5.27.2015

Volta no quintal

Voltinha de 3h no magnífico quintal que é Monsanto. O piso ainda estava na fase do "divertido" já a pender para o seco "ai que já foste". Um pouco menos de pressão no pneu frontal e a coisa correu sem problemas de maior. Umas paragens pequenas para uns desbastes de silvas e afins e assim foi o exercício semanal.

5.25.2015

Reparações - travessa a travessa, renovam-se pontes

De há uns meses para cá passei a fazer reparações "faseadas" das pontes. De cada volta que faço na serra, levo uma dúzia de pregos, machado/maço e serrote. Enquanto subo o trilho, reparo as traves que precisam de cuidado mais urgente até esgotar os pregos. Quando acabo, o machado/maço fica lá escondidito até ao regresso (descendo!). E assim, travessa a travessa, a coisa compõe-se!

4 voltas, 4 locais

Não tem sido frequente (infelizmente) mas ocorreu nestes últimos 8 dias. 4 voltas em 4 locais distintos. Mafra, PNSAC, monsanto, e Sintra. Todas bem distintas, umas rolantes, outras técnicas, mais curtas, mais longas, com maior ou menor acumulado, com mais ou menos escabrosas, com mais ou menos calor, maiores ou menores arranhadelas. De semelhante só mesmo a ausência de problemas técnicos e de quedas.

5.21.2015

Roda direita

Uma roda da frente ligeiramente empenada e um raio torto! Foi isto que me levou a deslocar a uma loja de bicicletas(*) pela primeira vez em quase um ano. Falta-me ainda na oficina uma coisas destas!
A tarefa era simples mas fica o registo de um serviço impecável.

(*) Na realidade À http://www.lojadasbicicletas.pt/ :-)

5.15.2015

Uma tesoura senhores, uma simples tesoura!

Ontem houve regresso a casa em 2 rodas mas de pneu grosso. Deu portanto para fazer muitos trilhos. Uma boa volta de prazer e treino. Mas volta e meia lá tinha de ocorrer uma pequena paragem para desbaste das silvas e demais elementos da flora urticante do parque florestal. E basta uma simples tesoura de poda!! Eu bem prego mas com pouco sucesso: porquê não preservar o que há? Porquê optar por uma estratégia tipo gafanhoto, come e pula para outro lado?

5.13.2015

4, 2, 1 – Décadas com pedal!



Este mês o pedalices assinala 1 década de existência. Eu assinalo também 2 décadas a fazer “BTT” e 4 a pedalar! Impõe-se um post com algum contéudo para celebrar a efeméride.

Desde que naquela recta da estrada nacional em frente à casa dos meus avós, o meu tio tirou a mão do selim, a paixão pela bicicleta nunca parou. Aliás, se as paixões esmorecem, isto é definitivamente amor. Muitos sabem deste meu entusiasmo, poucos entendem verdadeiramente a sua extensão. A tranquilidade, a liberdade, a paz de espírito, a adrenalina, o exercício, a dor, a felicidade, a partilha, as amizades. Sentir a vida. Na realidade, não é uma extensão de mim, isto tudo sou eu! Já me imaginei daqui a mais 4 décadas, ainda na bicicleta, porque não imagino um futuro em que não se ande de bicicleta. E que nessa altura algo deixa fulminantemente de funcionar nesta minha máquina e que é assim que eu me vou deste local, com um grande sorriso. Seria uma boa forma de ir!

Nestas 4 décadas fiz BMX, estrada e montanha. Nada se compara à montanha! Não vale a pena tentar descrever, 1 década de pedalices fala por si. Não sei por mais quanto tempo me apetecerá continuar estes registos mas duvido que alguma vez a tendência seja outra. Nesse aspecto, de gostos e paixões, sou um conservador. Já presenciei várias modas, vários estilos, muita evolução mecânica, muitos que começam e desistem. Eu não me imagino a deixar de gostar. De andar, de manter, de preservar para que daqui a uns anos continue a usufruir. De combinar passeios e travessias, de esperar com ansiedade pela volta que só vai acontecer no mês seguinte, de seguir a meteorologia sempre na expectativa, de desejar que não chova nos fins-de-semana mas querer sempre os terrenos húmidos para não haver fogos. Vai-me cansando o desrespeito de alguns, os eventos para multidões, as Go-Pro e os videos “olha eu no face”. Não me cansam as idas a Sintra e faz-me falta ir muito a outros locais para poder dizer “não me cansam as idas a...”. Não me cansa a minha Titus nem os meus amigos. Mas às vezes cansa-me andar sózinho!

Get a life? Já tenho uma, obrigado! :-)

Calor...?


5.03.2015

Massa - alimentação do ciclista

Oferta de Mrs L. Alimento para ciclistas inveterados e apaixonados pelas 2 rodas! Obrigado :-)