12.31.2014

Último do ano (2014)

Se o último passeio do ano for um prenúncio para 2015, este ano que aí vem será espectacular. A volta de ontem foi óptima, daquelas que só a serra nos consegue proporcionar nesta altura. Sem lama, piso aderente, sol e protecção do frio, trilhos novos, trilhos revisitados, gozo imenso. Na generalidade, isto quase pode ser uma descrição de 2014. Um ano com a companhia dos fiéis amigos (não apenas os da foto), com bons passeios, com coisas boas e algumas (poucas) coisas más. Um ano de consolidação, de manutenções, de realização de alguns projectos pessoais, de aprendizagem, de desejo de mais (ou por outra, de melhor). Venha mais um!


12.29.2014

Natal - voltas (sem renas e alguma lama)

Lá diz o provérbio que corrente nova em cassete antiga anda mas não....estica(?). Portanto as voltas por estes dias tem sido feitas de cuidados redobrados. Com a transmissão, para não forçar; e com o chão para não escorregar e manter-me longe dele. So far so good! Em Sintra o piso está mais que aceitável, já na zona da Ericeira/Mafra houve necessidade de atalhar caminhos. Quem vai atalhando também é a água o que causa a abertura de regos, arrastamento de terras, etc. E lá estamos nós outra vez a ir fazer manutenção!

Natal - prenda atrasada

Este ano o Natal trouxe apenas uma "prenda" antecipada à Titus e foi por força da circunstância (a corrente partida na DB). Uma vez que a DB herdou então a da Titus, esta levou uma nova gentilmente disponibilizada por Mr A já que em casa não tinha nenhuma de reserva. Por isso, a habitual Connex deu lugar a uma SRAM PC971. O problema é que a cassete XT que lá anda já não tolera mais correntes novas e portanto está pedida uma nova cassete e a actual vai também para a DB. Mas nesta época natalícia as encomendas demoram mais que o desejado portanto a Titus aguarda ainda a sua prenda. Até lá, vai-se pedalando com muito cuidado nas subidas para não forçar a transmissão e evitando as mudanças 2-4, as mais desgastadas e menos tolerantes.

12.19.2014

Prato 3 do M970 (pedaleiro XTR)

O meu M970 com cerca de 7 anos já rodou (e muito) na Titus e está agora na DB, dedicado à estrada. Os pratos pequeno e médio foram algumas vezes substituídos mas o grande, o 3, esse era ainda o original. Como se pode comprovar pela foto, foi BEM usado; nalgumas zonas já nem dentes tem! De forma que aproveitei o percalço do fds e a colocação de corrente semi-nova para lhe colocar também um prato 3 semi-novo (um achado no OLX!). Saiu barato, mantém-se a estética e (espero) irão rodar-se bastantes Kms com ele.

12.16.2014

Sem corrente

O cenário horribilis do ciclista amador é ter uma semana cheia de sol e depois chuva durante o fim-de-semana. Precisamente o que se verificou a semana passada! No sábado ainda arrisquei a saída da cama mas um breve mirar sobre o horizonte foi suficiente para perceber o que aí vinha. E a volta ficou adiada para domingo! E no domingo lá foi então a DB desempenhar o seu papel de "substituta" para uma volta de estrada. Talvez por se apoquentar um pouco com este papel a que eu atribuo menor importância, talvez por apenas desgaste normal das peças, o facto é que, ao fim de 2h15, ela resolveu desligar a transmissão de energia e deixar a connex serpenteando pelo asfalto. Víbora!! E como na DB não ando (andava...!) com descravador de corrente, a solução foi mesmo usar o...telefone e pedir a Mrs L a cortesia de uma boleia para casa :-)).
Regresssado ao conforto do lar (ó ignomínia!!!), despojei novamente a Titus da sua corrente, ficando a DB novamente com uma corrente usada. Esperemos que ela não repita a gracinha; mas se o fizer agora já estou preparado.

12.10.2014

Emblemático

Este ano deu direito a 2 passeios na zona emblemática do país, aquela onde vamos carregar baterias calcorreando quilómetros de calçadas (parace um paradozo mas não é!). Desta vez tivemos direito a caminhos bem húmidos e descidas com o coração nas mãos, fazendo lembrar Amarante em 2013. Mas não houve azares e fica mais uma para recordar!

Sintra molhada

Depois de tanto rolo e estrada, a Titus voltou aos trilhos, mesmo que ainda bastante escorregadios, o suficiente para uma ligeira escapadela de frente, sem mazelas (o dono também escapou ileso!). Apesar de eu a tratar como gente, sei bem que não o é. E isso no domingo poupou-lhe o desgosto de ver desrespeito e egoísmo da parte de outros entusiastas da modalidade. C'est la vie!

12.04.2014

Sábado - roda fina (mas sem rolo :-)

Ok, o fds passado já deu para saborear (e bem!) as 2 máquinas. Sábado foi dia de roda fina visitando Sintra apenas pelo asfalto. 3 horas para desentorpecer pernas, sentir o cheiro do mar e da serra, ver rebentação forte e verde intenso. O frio começa a fazer sentir-se mas o casaco Castelli foi um bom investimento há cerca de 7 anos; continua uma maravilha. E andei com umas calças novas da Onda que para já cumpriram na perfeição.