5.26.2014

GT Douro – Rescaldo de fds




O post vai começar pela parte negativa mas se tiverem paciência vão até ao fim que (acho) vale a pena.
Não quero fazer mais provas como esta. Porquê? Porque não deixa de ser uma “prova” e não me permite apreciar devidamente o que fiz estes 2 dias. 225 Km, cerca de 5mil de acumulado numa das zonas mais belas e grandiosas do país (nosso e vizinho...) a uma média GERAL de 14,4 Km é demasiado rápido. E note-se que fui dos mais lentos!! Em termos físicos não está mal para um quarentão com um bike de AM mas o facto de haver uma “pressão” para chegar, mesmo que só na minha cabeça, retira o prazer de saborear devidamente o deslumbramento de algumas paisagens e trilhos. De parar para um café, para observar os grifos, o rio, etc. Compreendo que a organização faça os percursos a pensar no agrado da maioria, eu é que já não me revejo no conceito.
Dito isto, a activesports que organizou isto está indubitavelmente de parabéns. Para mim o dia 1 foi belo mas excessivamente duro, o dia 2 foi...sem palavras! A meteorologia deu uma ajuda preciosa (a temperatura afinal este excelente) deixando os trilhos fantásticos. Mas a escolha do trajecto Guarda-Freixo maioritariamente por terras de Espanha foi fabulosa com 2 descidas que me proporcionaram um prazer que nem consigo descrever (ST em S do cima da escarpa até ao nível do rio – Águeda e Douro respectivamente), intercaladas com zonas rolantes e numerosos singles, sempre numa paisagem fantástica. Quem não gosta de coisa técnica, talvez não tenha apreciado, mas eu... :-))))
Ficam 2 ou 3 fotos, mais para breve quando Mr A, companheiro de aventuras, as enviar. Até lá “googlem” ponte dos franceses, sobradillho, barca d’alva, calçada de St’Ana, congida e divirtam-se!

5.23.2014

Registo de manutenção - casquilhos (horst link)

Faz agora um ano que a Motolite levou uns novos e neste processo iterativo de eliminação de folgas e ruídos parasitas, apercebi-me que o casquilho do lado da cassete estava moribundo. Para já coloquei-lhe um dos antigos que estava ainda em condições razoáveis, "acamado" com um pouco de fita de teflon e agora não se nota a mínima folga em toda a bicicleta. Entretanto foram encomendados uns novos bem como um eixo para o pivô central mas para já a Titus está de abalada para o GTdouro em perfeitas condições. Veremos como volta. Ela e o dono.......

5.22.2014

Chris King (headset) - Upgrade(?)

Ao fim de quase 9 anos (sim, 9!) aprendi que as caixas de direcção Ckris King tem um "problema de design" que pode causar a folga que recentemente comecei a sentir na parte superior da coluna. Enfim, tomara eu que todos os outros componentes tivessem "problemas" deste género, que surgem quase ao fim de uma década de uso intensivo :-). De qualquer forma, a solução existe e a própria CK disponibiliza um kit para o fazer o upgrade; basicamente consiste em substituir o encaixe superior da caixa pelo que se vê na foto (ou, ainda mais simples, substituir o o-ring castanho da foto :-). Para já, com um desses aneis prontamente disponibilizado por Mr TP, a folga foi-se. Tudo se vai fazendo para prolongar a vida à Titus!

5.21.2014

S Pedro a gozar connosco

Eis a previsão da meteo para o fds na zona onde vamos pedalar!!! Depois de há semana e meia atrás a nossa preocupação ser se teríamos ou não de levar protector solar, hoje até há estradas cortadas com neve na serra da estrela! Lá vou eu ao armário buscar a roupa e as protecções de inverno.... :-(

5.19.2014

Sapatos Specialized MTB Comp e palmilhas (crítica)

Depois de várias peripécias relacionadas, assim o julgava, com o posicionamento dos cleats, a comodidade dos meus sapatos novos aumentou para niveis satisfatórios com a colocação de umas palmilhas da mesma marca. Ora uns sapatos que custam pvp cerca de 150euros não virem logo com umas palmilhas decentes mas sim com umas "coisas" que tem de ser substituídas por outras não me parece aceitável. Parece mesmo uma estratégia para dissociar um produto do outro obrigando assim o consumidor a ter de comprar as duas e pagar bem mais para ficar bem servido. Fica a nota de desagrado!

Preparação

Foi um fds preparatório. O próximo avizinha-se particularmente duro; serão ao que consta cerca de 210 Km com um acumulado na casa dos 5Km e com temepraturas mais baixas do que já seria desejável para esta altura. Por isso este sábado a volta em Sintra deu primazia às subidas embora tenha havido lugar para uma ou outra descida mais técnica. Não vou chamar-lhes escabrosas porque agora anda por lá a moda de retirar dificuldades nos trilhos (substituindo-as aqui e ali por uns saltos e depois fazerem-se videos armados ao pinkbike de 3ª categoria...! No comments...). E no domingo, tentei abstrair-me do fantástico dia que estava para a serra e fiz uma voltinha de 4h na estrada. Agora veremos se esta semana dá para manter os músculos exercitados e logo se verá como corre o GTDouro :-)

5.15.2014

E o próximo desafio é....?

http://nunogoncalve3.wix.com/activesports#!gtdouro/c1mya

Ainda sem eu ter bem percebido como ou porquê, Mr A lá me arranjou um empeno valente para a próxima semana. Este fds e durante a próxima terá de haver um treino específico para diminuir o sofrimento que se avizinha. E monsanto que está a ficar rijo e poeirento...! :-(

5.05.2014

Odrinhas e Sra do Ó revisited

Depois de uns dias de sol e para variar dos trilhos mais fechados da serra, juntei-me a Mr A para fazer um clássico do nosso repertório, uma volta que vai de Odrinhas a S Julião, aproxima-se da Ericeira e de Mafra e regressa pelo vale do Lizandro. Com o calor, os caminhos da zona já estão bastante bons para ciclar sem colar e o tipo de solo é bastante distinto o que, para quem aprecia diversidade, sabe bem. Estando ambos em forma, aproveitámos para nos esticar um pouco na procura de subidas novas (quem diria!! :-)), nas consequentes descidas (ahhhhh!) e a revisitar alguns caminhos nomeadamente o épico single da Sra do Ó. Que estava fabuloso e só por isso já teria valido a pena o passeio. Mas tudo o resto foi 5*. Valeu como treino, passeio e início de um bom fds.