2.28.2013

Registo de Manutenção - Pastilhas de travão (frente)

Pastilhas Hope que tinham transitado da roda traseira para a dianteira deram lugar a pastilhas novas, também Hope.

Registo de Manutenção - Transmissão





De acordo com este “diário”, a última vez que a transmissão foi mudada ocorreu em março de 2011. Portanto, não admira o estado em que as coisas estavam (vísivel na figura), apesar do muito cuidado que lhe deposito. Esta semana ocorreu então nova substituição de:

- Cassete XT (11-34) e corrente connex
- Prato 1 (XTR) e 2 (XT), lubrificação do pedaleiro. Prato 3 mantém-se o original apesar de já quase desdentado
J
- Roldanas (pulleys) do desviador (XTR)

2.26.2013

Aljezur-Sagres-Aljezur

sagres from Rui Malho on Vimeo.

Este fds conseguimos concretizar um projecto já pensado há muito e sempre adiado por motivos vários. Um “ida e volta” em 2 dias, Aljezur-Sagres-Aljezur. São cerca de 150 Kms pouco técnicos, com paisagem variada, bastantes praias e um piso rijo nada dado ao enlameado (mesmo após chuva intensa). Por isso é uma volta ideal para um período invernal quando a forma está longe do seu melhor, os dias ainda não são longos e as temperaturas ainda são baixas. Tudo isto se conjugou este fds e o principal obstáculo registado foi o forte vento que apanhámos em particular no regresso (sempre de frente!). Já no dia 1, o vento esteve de feição e aí os problemas foram técnicos. Um furo seguido de pipo defeituoso que suscitou tanto de riso como de impropérios ainda pode ser classificado de normal e aceitável. Já fora de tudo o que é normal foi a perda de 2 parafusos do pedaleiro o que levaram a que um já muito desgastado prato 2…ovalizasse! Sim, leram bem, ovalizou!! Não fosse a perícia do mestre TP, ferramenta adequada e a versatilidade dos zip-ties e eu provavelmente não faria mais do que 50 Kms! Claro que depois do improviso, a transmissão que já estava nas últimas, pedia ainda mais tréguas o que me levava a ter de baixar ao prato 1 de cada vez que surgia uma zona menos rolante. E pedalar em pé foi para esquecer. Épico portanto! Mas mesmo assim, e porque dos fracos não reza a história, nada se atalhou e a nada nos poupámos. Todos os cursos de água foram atravessados, todas as subidas galgadas, as descidas conquistadas e os pratos e copos devidamente esvaziados… :- )

O resto foi o “usual” nestes nossos passeios: boa disposição, amizade, paródia, noites ferradas e combinações para eventos futuros.

2.19.2013

Volta de sábado

Por vicissitudes várias, o playground das últimas voltas tem sido Monsanto e até já tinha uma certa saudade. Em vez do soooooobeee-desceee de Sintra, aqui é mais uma sucessão de curtos sobe-desce-plano que também é bom para variar. A volta foi a um ritmo calmo q.b., como apregoava a banda sonora do post anterior até porque a companhia assim o exigia; eu tinha de esperar no final das descidas, eles esperavam no final das subidas :-)). Mas em 5 não registámos quedas nem danos mecânicos o que, só por si, já é bom e ajudou à fluidez da coisa. Agora esta semana vou ter de dar uma voltinha de rolo já que a chuva voltou e no próximo fds há jornada longa... :-)

2.11.2013

Fui a tempo :-)

A semana passada (incluindo o fds, claro) foi dedicada a voltas em Monsanto. Aproveitei bem o tempo seco e frio para fazer uns excelentes Kms e também para desimpedir mais alguns trilhos que ainda se encontravam obstruídos por restos do temporal. Dos meus favoritos, apenas 2 se mantém tapados por árvores de porte. E voltei a desejar ter daquelas sementes tratadas pela fórmula mágica do Panoramix (vide Astérix e o Domínio dos Deuses).... :-(

2.08.2013

Registo de Manutenção - O-rings Amachete

Substituição dos O-rings dos rolamentos Amachete. Um pouco mais de um ano após a sua aquisição, longevidade superior ao que a firma indica, preço dos ditos, 74 cêntimos! Estou mais do que convencido relativamente a esta opção em vez dos tradicionais casquilhos da Fox.

2.07.2013

Voltas com limpeza (mas pouca!)

E por estes últimos dias (fds passado inclusivé) deu para fazer mais uns giros mais longos porque a generalidade dos trilhos vai ficando desobstruída. Sim, ainda há umas quantas coisas para cuidar mas tem havido uma mobilização notável da rapaziada do pedal para limpar. Ok, talvez que o objectivo ainda não seja o de manter mas somente o de limpar para poder gozar. Mas talvez seja um principio!
Para além de Sintra, já consegui fazer também um bom inventário de como está Monsanto e aqui também ainda há 2 ou 3 caminhos a desobstruir mas tenho de louvar o trabalho dos responsáveis do parque florestal pelo que já tem feito. Talvez que muitos pensem que não é mais do que a obrigação deles, que até deviam já ter feito mais. Eu discordo! Tal como em Sintra, reconheço um trabalho que precisa de paciência, de tempo e de recursos que no momento são escassos. Aos responsáveis destes parques e às brigadas de limpeza com quem me tenho cruzado, o meu obrigado :-). Este fds há mais!!