1.29.2013

Mobilização e Limpeza

Depois do temporal e dos milhares de árvores tombadas, algumas de porte enorme, o sábado passado foi um misto de volta (pequena) e limpeza (grande). Muitos caminhos tem já sido desobstruídos graças a uma mobilização dos entusiastas que, confesso, superou as minhas expectativas. Ainda há muito a fazer, sem dúvida, mas a este ritmo e mantenha-se este empenho e num ápice teremos tudo num brinco novamente. Infelizmente, não há forma de repor alguns dos gigantes que cairam, pese embora a magnificiência das imagens que proporcionam. Servirão para nos lembrar da força da natureza mas também da nossa quando queremos!

1.25.2013

Para imaginarmos que não está a chover!



Digam-me se há algum outro veículo que permita tal liberdade e prazer...!?

1.21.2013

Sintra - agora há que recuperar!

quizz ambiente from Rui Malho on Vimeo.


Depois de um fds que terá causado estragos múltiplos nos trilhos (levantamento ainda a ser feito, de acordo com alguns relatos cairam mais de 2 mil árvores em Sintra!!) é talvez a altura apropriada para fazer este post. Já tinha este mini-video feito há uns tempos mas hesitei em o colocar para não ser entendido como uma provocação (que não é!). Noutras circunstâncias, poderia ser entendido como um “os bons versus os malvados”, “o certo versus o errado” e não é isso que pretendo. O que pretendo sim é chamar a atenção para o ponto de vista de quem não gosta apenas de usufruir da serra, de quem se preocupa com a manutenção e sustentabilidade. De quem está desolado com o que aconteceu este fds e que vai seguramente contribuir para a recuperação. Numa altura em que será preciso o esforço de todos para desobstruir caminhos grandes e pequenos, chamar a atenção para o facto de, havendo estes cuidados (de momento levado a cabo por uns quantos carolas), o nosso impacto ser muito reduzido.
O video em si, é um pequeno “quizz” ambiental. Basta identificar o que é actividade autorizada (será...?) e o que não é; o que é feito pelos “carolas” das bicicletas e o que é feito pelas empresas de limpeza e madeireiros. O apelo fica para que se reconheça não só esta diferença de magnitude mas também a necessidade e relevância de ambas quando no devido contexto.

1.18.2013

Eu também me dopo :-))

Nos passeios curtos não. Mas naqueles em que vamos para longe, preferencialmente quando vamos no dia anterior e temos de jantar ou naqueles de pedalar o dia todo numa longa estirada, uiiii! O meu companheiro de dopagem favorito é Mr A. Entre os dois, 7 e meio de tinto ou branco é um dos "solventes" preferido para acompanhar um bom leitão, uma saladinha de orelha, uns queijinhos, um doce de ovos, etc, etc. Por vezes pode até haver necessidade de tomar algo que "mascare" estes potenciadores de energia e então podemos recorrer a um Porto, um moscatel ou uma ginja. Nos dias mais quentes, uma "lourinha" (nome de código para o concentrado proteico, AKA bejeca) também pode servir o propósito e se acompanhada com uma tosta de presunto não acusa nada. Lembro-me também dos "Dias da Travessia" em que Mr RB aproveitava cada paragem para sorrateiramente se dopar com Bollycaos. E aquela Coca-cola com limão em Monsanto, Mr LD? Maravilha!!!
Mas no melhor pano cai a nódoa e confesso que um dia, provei um pouco de Red Bull. Mas foi a unica vez na vida, juro :-))

1.14.2013

Primeiros de 2013

Os dois primeiros passeios de 2013 ocorreram, como a imagem ilustra, em Sintra mas, ao contrário da diversidade fotograda, foram feitos só na montada da esquerda. E este fds, se por estrada, até uma Brompton conseguia chegar ao topo da serra, pelos trilhos até os Captain 2.0 por vezes tiveram falta de aderência, tal o enlameado. Não obstante, deu para divertir. Em particular no domingo com a companhia de Mr D, LD e ZL! Apesar do estado escorregadio dos trilhos, aproveitei para lhes mostrar umas coisitas novas e, ao que parece, não deram o tempo por mal empregue, certo? :-))

1.07.2013

Balanço

Tem de ser, não é? Pois... vamos lá fazer um mini-balanço do ano que passou.
Com esta introdução até poderia parecer que foi um mau ano cíclistico mas nem é verdade. Foi um ano com coisas boas, com coisas novas, sem quedas nem azares significativos. Mas foi um ano em que, por motivos profissionais, a bike esteve mais arredada do que o desejado.
Foi um ano em que ganharam fôlego as iniciativas de manutenção de trilhos e os contactos com as autoridades gestoras de parques. E também um ano em que andei bastante nos trilhos que ajudo a manter. Foi um ano em que se conheceram outras pessoas com estes interesses e também outros com um gosto pelos longos passeios. Foi o ano da rota dos empenos, primeira experiência nas voltas em autonomia mas que não deverá ser a última. Foi mais um ano de "comunhão" com a Titus mas também um ano em que foi muito útil o rolo e a Diamond Back. Foi um ano de muita volta a solo mas também de muitos Kms feitos na companhia de amigos fieis. Foi um ano pouco "inovador" em termos de voltas novas em zonas distantes mas por aqui a crise também vai fazendo mossa. Mas foi o ano de várias voltinhas com a filhota na sua nova Specialized.
Agora venha 2013 e que, neste aspecto, seja melhor que 2012!