9.27.2012

Domingo - Monsanto

E depois do sábado em Belém, o domingo de manhã fez-se próximo mas numa cota ligeiramente superior, logo ali em Monsanto. A meteo previu umas chuvadas para esse período mas ainda tive esperança que a pluviosidade se confinasse às horas de sono o que efectivamente veio a acontecer. Claro que os trilhos estavam ligeiramente "amanteigados" mas depois da sessão de pneu pequeno e fino em calçada lisboeta do dia anterior, nem me pareceu mau de todo. Juntando a isso o apetite com que já estava de uma volta a sério e a pica acumulada do dia anterior, foi um sobe e desce muito divertido por tudo quanto é trilho do parque. Mr A resolveu começar o dia com um encosto numa árvore e isso retirou-lhe algum ímpeto; 2 outros companheiros cedo foram percebendo que tudo o que sobe...parece continuar a subir antes de começar a descer :-)). Só Mr J parecia ter fôlego e ânimo para continuar. Vamos ver se ainda lhe "saco" algumas das filmagens que fez para colocar aqui

9.26.2012

9.25.2012

Brompton Lisbon Race - A "equipa" MegaAventura :-)

(Mais fotos do evento no face da Brompton; vale a pena dar uma espreitadela)

9.24.2012

Brompton Championship Portugal


brompton lx race from Rui Malho on Vimeo.

Sábado foi o dia Brompton. Em Belém, montou-se o estaminé logo pela manhã e onde “caiu a TSU” ergeu-se uma pista urbana que ia aos Jerónimos e voltava. O tempo esteve de feição e os participantes, trajados mais ou menos a rigor foram se acumulando para a partida da primeira Brompton Bike Race em Portugal. A minha era preta porque a rosa da MegaAventura foi para um convidado especial, um tal de... David Rosa!. Dito isto, o vencedor da corrida não teve surpresas, mesmo sendo a primeira vez que ele andou numa. Já eu, contentei-me com um honroso sétimo posto. Pas mal considerando o escasso treino das últimas semanas. A corrida em si eram 6 voltas e eu tenho de reaprender a contar porque no entusiasmo fiz…8 (aí a meio da oitava com a pista já quase deserta apercebi-me de que talvez tivesse contado mal… :- ). Fora isso foi fixe, tal como demonstra o video.

Golf

E de acordo com o seu livrete, sábado este menino fez 16 anos! E cá continua, para as curvas, para as rectas e para o transporte das meninas (embora ande com um “torçolho” no olho esquerdo que tem de ser reparado antes da inspecção…:-)

9.21.2012

Campeonato Brompton

E que melhor contraste com a actividade da semana passada, que a participação no campeonato Brompton amanhã de manhã? O mais dificil vai ser escolher a indumentária.... :-)))

9.17.2012

Saltos


Este fds houve actividade cíclistica em ambos os dias mas muito distinta. Sábado foram apenas deslocações à praia aproveitando o magnífico dia que esteve. Domingo, houve algo diferente do habitual, uma sessão de aprendizagem de manobras mais "radicais" organizada pelos amigos do CPFR. Pelo sim pelo não, coloquei protecções que não usava há uns 6 anos e lá me juntei a um grupo bem divertido. As protecções não foram necessárias e até saltei um vertical maior do que algum que tivesse feito até à data (com o aval da filhota que ao invés de um "papá tem cuidado" só me disse um "então não vais saltar?" que soou mais a "quase todos os teus amigos já saltaram, vá lá não me envergonhes!") . Mas continuo um nabo a puxar a frente o que limita imenso a transposição de obstáculos e estas pequenas brincadeiras. Mais fotos da azelhice em breve :-)

9.10.2012

Cotovia-Sesimbra-Espichel-Cotovia





O passeio da "reentrée" foi um clássico revisto, ampliado e melhorado na zona do Espichel. A ideia era também fugir ao calor que ainda se faz sentir mas como se pode ver pela foto inicial, ainda pensámos que não ia haver calor para fugir! Mas houve o suficiente para o passeio ser agradável. Menos agradável foi verificar o estado quase-fechado de alguns single-tracks como que a dar razão àquele nosso ministro que dizia que a margem sul era o deserto. Não de vegetação que essa cresceu bem, mas de pessoal a passear e ciclar por aqueles lados; ou então não se importam de serem arranhados furiosamente!! (ai que lá volto eu á questão das limpezas....). Apesar de serem pouco mais de 60 Kms com 1300 de acumulado deu para cansar que a forma não está no seu melhor, o percurso é bastante arenoso e, claro, porque Mr A não dá folgas :-))

9.03.2012

Fogos - cheirá-los e vê-los

Este fds, último de férias, fui passá-lo ao Guincho. Final de tarde de sábado na praia, muito agradável, até se começar a ver por cima da serra aquela "névoa" característica de fogo. Pode ser um pouco obsessivo, eu sei, mas fico logo a pensar onde será, que extensão, que tipo de incêncido (florestal, mato), etc. Vai de enviar uns SMS aos amigos a ver se alguém tem informação enquanto a névoa se adensa e o cheiro aumenta. Dá para deduzir pela cor do fumo que é essencialmente zona de mato e venho a saber mais tarde que assim foi, que atingiu a zona de nafarros e que os danos são poucos. Menos mal! Mas o cheiro persiste. Ao inicio da noite, telefonema de Mr D, havia novo clarão, desta vez muito perto do Abano!! Saio do alojamento, subo uma pequena elevação e lá ao fundo vêem-se as chamas! Aperta-se um pouco o coração, é perto a ponto de já assustar um pouco e ali sei que me é uma zona querida. Resisto à tentação de ir fotografar e pôr aqui a foto porque receio que a foto saia "bela" e aquilo de belo nada tem. "Papá, estás triste? Sim estou. Eu também"

9.01.2012

Rescaldo

E pronto, as férias estivais estão a terminar com uns quantos dias sem bike.
A primeira metade do mês deu para pedalar bastante e ainda para fazer umas valentes limpezas nos trilhos favoritos. Sintra e monsanto levaram uma "revisão" quase completa e mesmo nos trilhos do PNSAC houve intervenções. Continua a fazer-me confusão a inércia de muitos dos colegas do pedal quando na realidade basta colocar no camelbak um pequeno serrote ou machado para manter abertos a maioria dos trilhos e impedir que as silvas e os tojos os conquistem. Por outro lado, reconheço que muitos não sentem essa necessidade porque os trilhos vão surgindo cicláveis. Não quero contudo ser mal-interpretado, não insulto cada ciclista que vejo desprovido de um instrumento de corte. É mais um apelo, um sensibilizar. porque dividido por mais a tarefa é menor. E dá muito mais prazer fazer um caminho sem ter os braços e pernas fustigados por silvas e afins! Igual prazer é chegar a um caminho que se julgava obstruído e vê-lo limpo, verificar que outros há que partilham deste meu pensar e perderam algum do seu tempo em prol, não apenas deles mas dos outros. Superior prazer é fazer um trilho limpo e mantido por nós e deslizar por ele pensando "eu contribuí para isto". Mr D, Mr LD, espero que em breve possam entender melhor isto que digo :-)
Sem bike, (re)fiz depois grande parte da rota dos 3 empenos mas desta vez com companhia mais reduzida e de carro :-). Muitos mergulhos em praias fluviais idílicas, em barragens desertas, em açudes, muita caminhada nas serras para desmoer a boa comida, bom descanso para a cabeça. Aqui e além houve um pouco de "ai se tivessemos aqui as bikes isto era mais giro" mas muito menos do que estava à espera; os trilhos pedestres que fizemos valem mesmo a pena!
Agora venha de lá a reentrée e esperemos que também alguma chuva que bem precisamos.