6.22.2011

Discos de travão


Rotores novos com côr a condizer :-)

6.21.2011

Com treino, claro!


Se há uns anos atrás me dissessem que num regresso trabalho-casa eu engendraria forma de subir 3 vezes ao topo de monsanto antes de rumar à marginal, não acreditaria. Mas agora que o faço sabe bem :-)

6.15.2011

Raid XO - As fotos

Untitled from Rui Malho on Vimeo.


Video com uma (longa!) selecção de fotos tiradas durante os 3 dias do XO. Se alguém quiser fotos com boa resolução diga-me que eu envio

6.14.2011

Raid XO - rescaldo I










3 dias, 350 Km, cerca de 8000 de acumulado.
O mais longo e duro “passeio” que alguma vez fiz. De positivo fica a experiência, as recordações, o convívio e ainda o simpático último lugar no pódio dos “Masters” (o dos cotas...!). É pouco provável que volte a fazer algo deste género porque definitivamente não me agrada a onda do ultra-, da quilometragem e da altimetria. Prefiro condensar a dureza com zonas técnicas e paisagens a condizer ao invés de percursos essencialmente rolantes. Mas tendo em conta que a Titus era a única bike de All-M no meio das rígidas e FS com cursos <100mm, aqui reconheço que o desenquadrado era eu. Mas a máquina portou-se de forma excelente e é mais uma para o CV dela.
Pontos altos (ou baixos... :-) da prova:
- A organização teve erros naturalmente. Mas creio que de falta de simpatia, empenho e apoio ninguém se pode queixar. E isso também se reflectiu no bom ambiente que se verificou nos 3 dias.
- na primeira noite as festas de Proença-a-nova duraram até às 4 da matina o que não foi o ideal antes de um dia com 134Km e 2500m de acumulado que na realidade acabaram por ser 3500!
- na terceira noite eram 3h da matina quando em Peniche começou uma Rave ao lado do acampamento que durou até às 7h.
- O segundo lugar da geral foi de Mr G. G de Geodésicos!
- A primeira etapa foi acabada com muita persistência, sofrimento e com o outro Geodésico, Mr P, a “puxar” por mim. Depois eu retribui a ajuda na etapa 2. E a presença de mrs L ao longo de todo o percurso foi sempre uma força invisivel :-)

6.08.2011

Raid Xo


Ainda não sei bem como me meti nesta mas amanhã lá vou para Proença-a-Nova levar uma coça durante 3 dias - http://www.raidxo.com/.
Não vai ser fácil mas se conseguir chegar ao fim do dia 1, aí penso no dia 2 :-)

6.04.2011

Troika a reparar

Na Bike Magazine deste mês, texto elaborado aqui pelos que mantém e recuperam trilhos em Sintra. Divulguem a causa :-)

Trilhos em Sintra - Troika a reparar
Como noticiado na BikeMagazine de ****, o desaparecimento prematuro do “Dimas” foi o mote para a constituição de uma “troika” de gente diversa unida por um mesmo propósito: preservar e reparar os magníficos trilhos da serra de Sintra. Mesmo durante um inverno particularmente chuvoso e ventoso, este grupo foi mantendo limpos e desobstruídos a esmagadora maioria dos trilhos cicláveis, do XC puro ao DH agreste com destaque para a total recuperação do mítico trilho das pontes. Limpeza do curso de ribeiras, remoção de árvores caídas (acácias na sua esmagadora maioria), amparo e protecção de sobreiros, travamento de solos, de tudo um pouco se tem feito. Um punhado de entusiastas vai assim assegurando o prazer que várias centenas usufruem todos os fins-de-semana em Sintra. São bastantes horas “perdidas” em prol de um desporto que é a nossa paixão. Perdidas? Não, dá muito prazer passar pelos trilhos que nós próprios cuidámos! Mas este sentimento de “posse” não nos traz mais direitos, apenas uma responsabilidade acrescida. A de zelarmos por eles e pela Serra em geral, a de promovermos e divulgarmos códigos de conduta, de respeito pelas regras, pelos pedestres e demais utilizadores, pelas autoridades que gerem este Parque Natural, de alertarmos para abusos e situações incorrectas. E porque de um Parque Natural se trata, não de um Bike Park, precisamos de mostrar que compreendemos esta diferença, que somos merecedores de confiança, que podemos ser agentes válidos na preservação e salvaguarda deste património, que somos a “sociedade civil” a quem frequentemente os políticos se referem pedindo a participação. Pois aqui estamos! Haja vontade e Sintra pode ser um exemplo de colaboração entre utilizadores, gestores de Natureza, proprietários, autarquias. Nas reuniões já efectuadas com responsáveis do Parque para sensibilizar e apresentar propostas concretas, os interlocutores eram pessoas com o mesmo desejo mas ainda muito reticitentes (cépticos?) sobre o nosso papel. Cabe a nós mudar esta opinião. Seremos capazes?

Contributos individuais:
Preservar os trilhos existentes; respeitar acções de recuperação e manutenção;
Respeitar regras básicas de cordialidade e civismo: dar prioridade aos peões, ser educado e sensibilizar os outros para também o fazerem;
Respeitar regras e limitações que sejam determinadas pelas autoridades responsáveis pela gestão do PNSC;
Alertar para restrições à circulação de veículos motorizados e utilização em épocas específicas (ex: elevado risco de incêndio);
Comunicar (em fóruns por ex) anomalias e obstruções nos trilhos.

Contributos possiveis das autoridades competentes:
Identificação e registo de trilhos existentes para sua protecção e salvaguarda;
Sinalização de percursos lúdicos/desportivos assinalando grau de dificuldade;
Colocação de pilaretes de madeira em locais de acesso restrito por forma a evitar a circulação abusiva de veículos motorizados.
Colocação de sinalética identificando linhas telefónicas de emergência (médica/bombeiros, gnr).
Disponibilização de “webline” para reportar abusos, anomalias, etc.

6.03.2011

6.02.2011

No regresso


É frequente perguntarem-me se não me canso a regressar a casa de bike depois de um dia de trabalho. Não, de todo! É aliás raro ir directo, faço normalmente voltas variadas com o dobro da distância para poder apreciar paisagens como esta, ontem.

Registo de Manutenção - Pneu traseiro

Captain 2.0 2bliss para a roda de trás.
O anterior durou 1 ano (muito bom!) e "acabou-se" com um susto mesmo antes de começar a maratona do MK Makinas; estava eu a corrigir a pressão quando ele decide ceder por completo o que obrigou a uma câmara de ar e a rolar 70 Km a fazer figas e a ver mr A a abanar a cabeça...(digamos que o rapaz tem pontaria para os meus stresses pneumáticos :-). Mas como já viram em post anterior, "a sorte protege os audazes" ;-)

Registo de Manutenção - Revisão Suspensão e Amortecedor


E para um quadro que já tem mais de 4 anos não está nada mau de aspecto :-)

As miúdas :-)

6.01.2011

Speed record



E as curiosidades:

164.95...
The all-important top speed in kilometres per hour set atop the Cerro Negro volcano in Nicaragua. Stöckl's run beat the previous record set by Frenchman Eric Barone nine years ago by just 1kph! Barone, who also holds the record for prototype bicycles, was seriously injured on the same slope as he was slowing down having set the previous record – a crash which abruptly ended his career – but he returned to witness Stöckl's record-breaking feat.

550...
The 550-metre-long track for the current record attempt on gravel on the still active volcano Cerro Negro in Nicaragua led directly from the rim of the crater to the base. “The surface is like riding down a 45-degree beach of sand and pebbles. Only once you hit higher speeds is it possible to ride with some stability,” said Stöckl, explaining the treacherous nature of the attempt. “Riding this fast under these conditions is definitely at the limit,” said Barone.

210.4...
Stöckl, or 'Hercules' as he is known in the mountain biking community on account of his imposing size – he stands 190cm-high and weighs 103 kg, has form for it! In 2007, he set the record for a bike on snow, achieving a top speed of 210.4kph in Chile, 23kph faster than his own record from eight years earlier.

40...
Just like his most recent record, a lot of difficulties had to be overcome in 2007. South America’s springtime weather had melted away much of the snow alongside the piste, shrinking it to a narrow strip set up between bare mountain cliffs which made the test runs difficult to carry out. His aerodynamic helmet also fogged up while practicing, so Stöckl decided to hold his breath for the record attempt which lasted a total of 40 seconds.

222...
Markus travels the world as an event manager and leads the MS Evil Racing Team. The cyclist has declared that his new aim is to break the speed record for prototype bicycles, set by Barone at 222kph. Stay tuned!