1.30.2008

Tudo a caminho


Desta é que é. Já está tudo a caminho!

1.29.2008

Morcego Vermelho


O único item que rivaliza em longevidade com o meu desviador XTR são estes óculos Rudy Project, modelo “morcego vermelho”. Devem ter aí uns 8 anos e as lentes são as originais, quer as exteriores (escura e claras), quer as interiores (graduadas que não me imagino a usar lentes de contacto). Esta combinação 4eyes causa um embaciamento maior que o normal nos dias frios e húmidos para a qual não há solução perfeita (ver post 2.Abril.07). Cobrem toda a área ocular minimizando a entrada de objectos para os olhos, em particular os pedaços de lama vindos do pneu dianteiro. Esteticamente estão ultrapassados mas não penso em trocar. Por um lado o investimento quando estes estão óptimos. Mas o que me chateia mais é a marca ter mudado o formato do encaixe das lentes interiores cujo principal objectivo é assegurar que tem de se comprar tudo novo. Ora eu até continuo a gostar do morcego vermelho...

1.28.2008

Luvas (II)


Há muito que aqui não faço um TLD (ou “teste de longa duração”) e já vou tendo uns componentes merecedores de tal. Começamos por uma das extremidades e pelas luvas Roeckl. Nos dias frios são uma maravilha, o material corta-vento funciona a 100%, muito resistentes e o gel na palma dá conforto mais do que suficiente. O interior também se recomenda, são umas luvas que se colocam e retiram muito bem e nunca cheiram mal(*). A única “desvantagem” é que são mesmo quentes. Nestes dias que começam frios mas a temperatura sobe rapidamente, as mãos aquecem demasiado. Tenho rapidamente de arranjar umas intermédias pois as anteriores de “meia-estação” já se romperam, tal o seu uso (RIP). Mas a tarefa não se afigura fácil. Modelos resistentes, confortáveis, esteticamente apelativos e que não custem os olhos da cara? Se conhecerem digam.


(*) tive umas 661 que ao fim de um passeio, mesmo pequeno, fediam!Tinham outros defeitos e já aqui disse mal delas.

1.27.2008

Falta!

Hoje a Titus não teve parceira à altura. Na ausência de Mr LD, a outra Intense foi presa fácil e os jockeys das Specialized esqueceram-se que, ao contrário da equitação, aqui não é a montada que dá às pernas. Mr ML até tentou mas para dar “ratadas” falta-lhe...ratice :- ). Isso e dosear travagens antes de chegar às curvas. Os pisos estão outra vez quase no ponto; boa aderência e pouca lama o que dispensa as lavagens pós-passeio. Um paninho húmido em casa é quanto basta para a deixar pronta para a próxima. Onde se espera que não ocorram mais faltas injustificadas!

1.24.2008

Helmet-hair


Tanto Mar

Ao Renato, o leitor responsável pela “internacionalização” deste blog. Obrigado pá! :-))

1.22.2008

Ainda para o Piolhices

Um Slow show:
“You know I dreamed about you
for twenty-nine years before I saw you
You know I dreamed about you
I missed you for
for twenty-nine years”

Contraste (ao piolhices :-) )


1.21.2008

Chicanes móveis



Algures num passado recente da fórmula 1, a diferença de andamento entre os veículos era tanta que alguém se lembrou da expressão “chicane móvel”. Ou seja, um local onde se tem de abrandar e desviar mas que, como se desloca da posição inicial é imprevisivel. Sintra ao domingo está cheia destas chicanas...

1.20.2008

Egos massajados

Isto hoje foi muito giro. 2 dias de sol e vento deixaram o piso muito bom a que se juntou uma temperatura óptima. Éramos meia dúzia e ainda encontrámos outra meia (o Mané ainda anda de bike!!!!!) embora tenhamos seguido percursos distintos. Os trilhos foram bem escolhidos, inclusive para a parte pedagógica. Houve alguém que não acreditava sem ver que a Titus e (uma) Intense seriam mesmo capazes de descer aquilo (Mr ML, pode deixar aqui o seu comentário sobre quão impressionado ficou pois se for eu a dizer é muito imodesto :-) ) .

1.19.2008

As capas


Já há muito que deixei de assinar a bike magazine. Simplesmente não vale a pena porque não traz nada que compense o preço. E as que entretanto apareceram idem. Deve ser chato, reconheço, fazer uma revista destas para um mercado pequeno numa altura em que tudo que é teste, comparativo, entrevista, etc, se encontra na net. Como a biblioteca aqui da zona assina a revista, volta e meia lá a folheio. E o que me faz mais confusão é sempre a capa. Conhecem mais alguma revista que traga sempre a mesma pessoa na capa? Fascículo após fascículo? Ok, já percebemos que só há um “piloto de testes”, os tempos não estão fáceis. Mas não há imaginação para alguma versatilidade? É como se a Soraia Chaves aparecesse todos os meses nua num novo filme com! Lá diz sabedoria popular, nem sempre galinha nem sempre rainha.

1.17.2008

Musicalidades


Já há muito que aqui não se fala de músicas. Sendo a sua audição uma actividade tão importante quanto o andar de bike, vamos partilhar um pouco do que tem sido as minhas saídas de 07 e entradas em 08. Este deve ser o ano em que me converto à i-store porque cada vez é mais dificil encontrar um album que valha pelo seu todo. Abunda o joio no meio de pouco trigo.
07 acabou com bastantes cliques nos ficheiros dos Koop, R Spektor, Editors e Au revoir Simone. E como está então a ser 08? Um bocado mais ritmado que o costume começando com Kudu, Cansei de ser Sexy e Matthew Dear, uma muito agradável surpresa. Mas temperado com uns toques mais calmos (Beirut, da 4AD a minha editora preferida, e David Sylvian). O leitor de mp3 há muito que encheu....

1.16.2008

Implacáveis

Este tempo que nos mantém no suspense para as condições metereológicas do fim-de-semana.
Os serviços postais que não folgam e andam com pedaleiros para trás e para a frente.
Os importadores cá do burgo e as suas comissões.
A minha filhota :-)

1.13.2008

E vão um...e (só!) meio


Uma das razões de ontem ter feito um passeio mais puxadito era saber que hoje as probabilidades de uma boa voltinha estavam limitadas pelo relógio de São Pedro (*). Diziam as previsões que lá para os lados de Sesimbra a precipitação começaria depois do meio-dia. Mas aquilo adiantou-se um pouco e veio forte por volta das 11h obrigando a um regresso antecipado (trialeiras de pedra aguçada molhada e sem óculos é uma receita a pedir desastre). Mas como sou um moço previdente eu tinha ido uma horita mais cedo que o combinado e ainda deu para ver o sol a nascer timidamente e fazer um single-track espectacular. Ou seja, no cômputo geral, o fim-de-semana ciclístico foi bom e a balança cá de casa voltou a mostrar-me o peso pré-Natal.


(*) Na figura: “Relógio de São Pedro”, escultura de Pasquale de Chirico do século XIX que se encontra em Salvador, Brasil.

1.12.2008

E vai um...

O São Pedro tem sido gentil neste início de ano atirando cá para baixo uma chuvinha bem útil. Como não há bela sem senão, isso infelizmente torna muita zona quase impraticável (ou chata, na melhor das hipóteses). Mas como também não há regra sem excepção, Sintra é espectacular. Os solos absorvem a água com uma eficácia notável e hoje foi possível lá fazer um passeio muito agradável e que dispensa uma visita ao elefante azul. Graças à companhia do amigo Mr A lá apanhei mais uma pequena coça mas que ajuda a queimar mais umas calorias. Cerca de 40 Km e 1050m de acumulado com um Factory DH 2.1 na roda traseira. Pas mal! E ainda aproveitei a boa vontade do rapaz para ir fazer umas escabrosas que ainda não tinha feito com o Kenda Nevegal (uma das quais não fazia há uns meses largos depois de lá ter provado o gosto da terra). Confirma-se que aquele pneu é espectacular pois com tempo molhado fiz o que muitas vezes me cortei a fazer com bom tempo e com o Black Jack.
E amanhã é margem sul… :-)

1.09.2008

Transportes


Para aqueles que acham que Natal é quando um Homem quer deixem que vos diga: os CTT também tem uma palavrinha sobre o assunto e o cavalinho vermelho é mais lento que o Rodolfo! Pedaleiro, por onde andas??

1.07.2008

Luta na lama


Faz parte do ritual de iniciação à modalidade um desmesurado e inexplicável contentamento com os primeiros passeios na lama. Se fossemos miúdos, o equivalente de pisar todas as poças barrentas que se encontram no caminho para casa. Nos graúdos é mais do género da imagem de cima. Depois, passada a novidade, a piada da coisa vai-se desvanecendo. Ele é o tempo a lavar a bike, ele é o desgaste nas peças e a fraca performance. Ainda não estamos na fase da imagem de baixo mas confesso que me vai faltando a pachorra para andar em mares de lama. Este domingo não fosse a boa companhia e se calhar nem teria ido andar pois os trilhos estavam um autêntico chiqueiro. Mas para quem queria gastar calorias acumuladas, até acabou por ser um passeio e pêras.

PS – Já no último passeio tinha verificado que o smart sam na roda traseira não tem tracção em piso escorregadio, os tacos são muito baixos. Por isso fui de Tioga Factory; paguei a factura nas pernas mas a diferença é enorme.

1.04.2008

Resoluções recicladas

Ao consultar aqui o arquivo do ano passado verifiquei que a maior parte das resoluções para 2007 foram cumpridas à excepção da realização de nocturnos (muito fraco!). Verifiquei ainda que esses desejos se mantém actualizados e transponiveis para 2008 pelo que se reciclam para o ano que agora chega. Quanto a resoluções distintas para já uma que tem a ver também com reciclagem: a terra que limpo da bike (lá em casa!), ao invés de ir para o caixote do lixo, vai passar a ser acumulada (isso e as cinzas da lareira :-) e depois devolvida às serras e trilhos das redondezas. Aposto que este domingo por exemplo ela vai regressar aí com mais um quilito!

1.03.2008

Balanças


Antes de mais, bom ano de 2008 cheio de bons pedaladas, upgrades e poucas mazelas.
No rescaldo da época festiva e da ingestão abusiva de calorias agora impõe-se um bom passeio embora a chuva pareça apostada em inviabilizar esta intenção.
O primeiro post do ano é apropriadamente sobre pesos mas não sobre as gramas que terei agora de subtrair à massa corporal. É antes uma indicação para o amigo ML que desconhecia este site tão útil quanto espantoso. Sim, há malucos que pesam todos os componentes e partilham essa informação com os demais. São os weight weenies!
Agora já sabem, se não conseguem vocês perder o peso...