12.26.2007

Balanços



Ok, hoje é que foi mesmo o último passeio do ano e portanto o balanço já pode ser feito. A destacar pela positiva é a razão gozo/Km. Este ano foi repleto de passeios óptimos quer pelos trilhos, quer pela companhia. Os últimos 4 meses então foram uma muito agradável surpresa (Specializada e Intensa :- ). Tenho é de passar a curvar mais depressa e com mais inclinação, agora que o Kenda permite umas aventuras maiores que o antigo Black Jack. Nestes 2 pormenores é grande a expectativa para 2008 (ao que se adiciona também o desejo de mais umas boas almoçaradas) e o que já está programado é de deixar água na boca.
Faltou água nos trilhos em particular no último trimestre mas, para a máquina, isso até foi bom pois a manutenção revelou-se mínima. Não fiquei impressionado com zonas novas que fiz mas em contrapartida redescobri um playground muito divertido.
A nível de “upgrades”, 2007 foi sóbrio mas muito eficaz. Os desviadores XTR estão mais que aprovados e os pneumáticos idem (se bem que com lama o Smart Sam na traseira já revelou ter muito pouca tracção). Agora o que está encomendado para 2008 é que será mais significativo. Disso falarei na devida altura.
O pedalices regressa em 2008. Divirtam-se e um grande abraço, em particular aos “reservoir dogs” que me foram acompanhando nos trilhos.

12.25.2007

Desmoer

E quando a bike já estava limpinha e se pensava que as actividades do ano estavam encerradas, lá veio o apelo para amanhã ir queimar os excessos de bolo-rei, de fatias douradas e afins. Lá terá que ser. É para desmoer a comida e moer a paciência a certos indíviduos que mandam bocas sobre a velocidade nos trilhos.... :-))

12.23.2007

Quadra


Entre ontem e hoje deu para fazer 2 passeios bem diferentes. O de ontem interrompido por uma falsa emergência hospitalar da miúda (era só mesmo dor de barriga) até estava a correr bem mas o episódio fez desvanecer qualquer piada. Além do mais já deixei o aviso que não volto a fazer aquele trilho final tão devagar (:-). Hoje foi bem melhor, alguns singles excelentes, umas descidas valentes e vamos num empate técnico entre a Titus e a Intense. Devia ter tempo para ir aprender a saltar mesmo e tenho de considerar experimentar um avanço com menos 1 cm e mais alguns graus. As curvas estão a sair-me mais rápidas e fechadas e nesse aspecto termino o ano em beleza. E parece que o Pai Natal já carregou o trenó com coisas boas. Vai haver esperança...
Stay tuned e boas festas para todos

12.16.2007

Grande esfrega


Hoje fui com Mr A dar uma voltinha com quem já não andava há uns tempos. Cerca de 43 Km em aproximadamente 3h40, um acumulado de 1200m e 1 paragem para comida. No final senti as cãibras a “morderem” as coxas (quadrícepes femorais?), algo que já não sentia há uns meses. Foi um excelente passeio mesmo considerando o friozinho. Quase tão bom foi a sestinha a seguir ao almoço no meu fatboy marimekko. Aquilo parece que foi feito para quem acabou de levar uma grande esfrega!

12.13.2007

Jingle Bills


Querido Pai Natal
Este ano portei-me muito bem. Não sofri quedas (significativas...) e não atirei nenhum amigo para fora dos trilhos. Mostrei alguns locais novos aos menos informados porque o conhecimento é para partilhar. Os componentes usados que vendi a preço baixo estavam ainda em óptimo estado de funcionamento e não fui esbanjador (pastilhas, transmissão e pneus foram usados até à exaustão). Não cobicei quadros ou suspensões novas, pelo contrário, fiz a revisão à Talas antes de ela começar a babar. Por isso se puderes, traz-me de presente um lindo pedaleiro XTR...

12.12.2007

Admiração

No sábado passado aproveitei uma folga e um bom solinho para me dedicar então à reparação de 2 trilhos em Sintra (remoção de uns ramos caídos, consolidação de solos). Reconheça-se que dá imenso trabalho. Ao ver o pouco que fiz, o tempo que demorou e comparar com alguns trilhos tão bem cuidados que por aí existem, não se pode deixar de sentir uma admiração por quem o faz. Más-linguas poderiam apenas dizer que é coisa de desocupados mas há ali muita dedicação.

12.11.2007

Bostik


O passeio de domingo foi muito bostik. A morrinha que se abateu durante a noite e manhã para os lados de Montachique transformou a superficie dos trilhos numa cola com “alto poder de coesão” capaz de preencher todos os “espaços nas superficies irregulares”. Que o diga o triângulo traseiro das Intense que imobilizou por completo a ponto de nem as rodas mexerem. Já a Titus, pedalando em 1-3 ainda dava para...descer! Mais um ponto a favor da Motolite :- ))) Reconheça-se no entanto que havia também uma VW das bikes(*) que foi também capaz de alguma progressão descendente. Enfim, a coisa foi de tal ordem que tivemos de arrepiar caminho. Só não foi uma bosta completa porque no meio disto tudo ainda (sempre!) nos divertimos. Ah e claro, porque alguns de nós tinham ido andar no sábado.....:-)))
(*) Specialized, claro!

12.04.2007

Registo de manutenção

Mudança de pastilhas da roda traseira. Como estas se desgastam menos mudei as da frente para trás e coloquei umas novas na dianteira.

Dar e receber!

Lá dizia o Variações que devia ser a nossa forma de viver. Vistas as coisas por esse prisma já vou acumulando uma dívida de gratidão para com a Serra de Sintra que um dia destes vou ter de começar a pagar (*). Nomeadamente através da reparação de alguns trilhos cuja utilização intensa vão degradando. Não digo apenas mais dificeis, isso até é bom, mas degradados no sentido de erosão de solos. Já por mais do que uma vez aqui agradeci ao pessoal do “freeride” que podem ser os mais “destrutivos” mas também são os que mais reparam. Conheço um que deve passar mais tempo a manter que a pedalar! Por isso a determinação é num próximo dia com algum tempo livre ir lá reparar/limpar alguns troços mais danificados. Uma serra, uma sachola, um ancinho, eventualmente um martelo, pregos e um bocado de rede podem fazer muito.

(*) por exemplo, no caso de Monsanto orgulho-me de ter sido um dos despoletadores da contestação ao Campo de Tiro com a preciosa ajuda da LPN e de alguns colegas aqui da minha faculdade.

12.03.2007

Intens(a) luta de Tit(ã)s



Nas últimas semanas tem vindo a desenrolar-se um interessante desafio entre a minha Titus Motolite e a Intense 5.5. Calçadas da mesma forma, a principal diferença (no equipamento) é a suspensão a ar na Motolite e a molas na 5.5. Isso e quem vai sentado no selim, claro :-)). O equilibrio tem sido uma constante com um ligeiro pendor da Intense nas descidas mais rápidas. Mas ontem, na tal descida (do post anterior) a Motolite recuperou e adiantou-se no marcador. Agora tenho uma semana para me preparar para a desforra que Mr LD não se vai ficar assim...

PS – continuo em êxtase com o Nevegal; funcionou lindamente em piso húmido.