8.14.2005

Resumo de meio de férias

296 Km percorridos, 1 corrente partida (e vivam os elos de engate rápido), 3 furos, 1 Jimmy ainda a rodar para lá do expectável e sem Magik Seal, Sintra x1, Palmela x2, Espichel x1, Marvão x 1, Castelo de Vide x1, 1 paixão arrebatadora pela TALAS, 1 calçada seiscentista beyond reasoning, muita trialeira, muita descida de tirar o fôlego, 1 percepção de que é necessário 1 investimento em protecção corporal, cerca de 24h montado, 7 barritas, 1 chuvada, 2 trilhos queimados, 1 forma a subir, 0 quedas, milhentas sensações não partilhadas e bué de saudades de pedalar com os amigos. E ainda vai a meio :-))

O desaparecimento do arlequim epidérmico


Encontra-se em desparecimento acentuado a panóplia de cores, nuances e degradés que caracteriza a epiderme de qualquer bttista. Rosa da pele cicatrizada, branco das mãos, avermelhado das crostas, amarelo dos pêlos dos braços, castanho dos joelhos, quase preto dos braços. Com as férias e uma exposição epidérmica mais detalhada as coisas estão a ir ao lugar: desapareceu o branco das mãos :-)))